Movimento Empresa Júnior

Em 1967, na França, viu-se a necessidade de ter contato com a prática do mercado de trabalho ainda na universidade, nascendo então, o Movimento Empresa Júnior, o MEJ. No Brasil, chegou apenas em 1988, na Faculdade Getúlio Vargas em São Paulo, que hoje é regulamentada pela Lei Empresa Júnior.

 

Hoje, com mais de 800 empresas juniores e  12 mil empresários, tal movimento possibilita aos alunos o estudo de empreendedorismo, gestão e aprofundamento em disciplinas do curso. Além disso, há a conexão com todo o Brasil, formação de líderes, movimentação na economia do país, realização de sonhos, sociedade sendo impactada e formação de pessoas mais capacitadas para o mercado.

 

Luta-se por um Brasil Empreendedor e, além disso, por um país mais ético, competitivo, colaborativo e educador. Ademais, tem-se como missão: “Formar, por meio da vivência empresarial, empreendedores comprometidos e capazes de transformar o Brasil.”

 

Em âmbito nacional, há a Brasil Júnior, a qual representa as empresas juniores, analisando, fortalecendo e alinhando o movimento no país. Ela promove eventos que são essenciais para o crescimento do membro, como o Encontro Nacional de Empresas Juniores (ENEJ), Encontro de Líderes (EDL) e Encontro de Alto Impacto (EAI), os quais geram maior networking, grandes conteúdos e conexão da rede.

 

Em âmbito estadual, há 27 federações que possuem objetivos similares a da Brasil Júnior, mas com um contato mais próximo de suporte e expansão com as empresa juniores. Tais organizações também realizam eventos regionais, os quais buscam estar mais próximo da realidade do estado. Em Alagoas, tem-se a FEJEA (Federação das Empresa Juniores do Estado de Alagoas)  e o ALMEJ (Encontro Alagoano de Empresários Juniores).

 

O MEJ é oportunidade, vontade e crescimento. Você pode fazer a diferença que o Brasil precisa!