Como otimizar os espaços da sua casa em 3 passos.

sala de estar com escada
Ambiente de estar otimizado, percebe-se no detalhe da escada.

A importância de um projeto para otimizar os espaços da sua casa.

            Nada melhor que chegar em casa depois da correria do dia-a-dia e ter tudo no seu lugar, não é mesmo? Otimizar os espaços faz com que você tenha tudo mais organizado e a mãos de forma mais rápida e eficiente.

            A forma mais eficaz e concreta de se obter essa otimização é o planejamento do ambiente! Para isso é de extrema importância a contratação de um profissional da área, arquitetos ou designers.

            Se você tem um terreno mais ainda não começou a construir a sua casa, talvez essa seja uma boa hora para contratar um profissional.  A grande maioria das pessoas que constroem sem um projeto arquitetônico percebe que poderia ter feito algo diferente e decide fazer uma reforma.

            Fazer um projeto é uma das formas de evitar essas alterações depois que a construção é iniciada. Dessa forma, os gastos com a obra seriam reduzidos, além de evitar qualquer estresse em situações que poderiam ser evitadas.

            Entretanto, se você já tem a sua casa/apartamento e percebe que os espaços não estão sendo aproveitados da melhor forma, ainda há uma oportunidade para você! Aqui vamos mostrar os principais erros ao tentar otimizar um espaço e algumas dicas de como consegui-lo.

Os erros mais comuns

            Antes de mostrar como otimizar o espaço, é importante apresentar quais são os principais erros e como não os cometer!

Comprar móveis sem medir o espaço

Um dos principais erros ao tentar otimizar o espaço da sua casa é fazer uma má escolha dos móveis, falaremos mais adiante como fazê-la da melhor forma. Se deslumbrar com um sofá maravilhoso em lojas de móveis é muito fácil.

As lojas são planejadas para aguçar os seus sentidos de compra, se você não for com o que quer bem planejado em sua mente, pode ir com a ideia de comprar uma poltrona que ficaria muito bem na sua sala, e voltar com um sofá enorme.

Não duvide da capacidade dos vendedores, vá a loja só depois que souber quais móveis pretende comprar e quais devem ser as suas dimensões para que nenhuma passagem seja obstruída ou funcionalidade perdida.

Fazer uso de muitos adereços

            Muitas pessoas acham que para deixar o ambiente com a sua cara precisam ter muitas coisas, mas cuidado com o excesso! Sabe aquele ditado “menos é mais”? Exatamente!

            Um dos erros mais comuns é achar que para a casa ter a sua cara, precisa ter muitos objetos seus a mostra, mas isso pode acabar influenciando a organização dos seus cômodos. Aposte em mostrar a sua identidade de outras maneiras.

Negligenciar a praticidade e funcionalidade

            Não deixe a funcionalidade e a praticidade de lado! Escolher a estética em detrimento desses fatores é um erro muito comum, mas pense bem o quanto isso provavelmente vai influenciar no seu ambiente.

            Por isso, faça boas escolhas para otimizar os espaços da sua casa. E pense bem em sua funcionalidade, as atividades que devem/podem ser realizadas naquele ambiente e quais são os móveis mais adequados para aquele uso.

Fazer rebaixamento de gesso

            O rebaixamento do teto com gesso foi e ainda é muito utilizado em razão da estética do local. Entretanto, quando feitas em ambientes pequenos, pode fazer com que a sensação do espaço total seja reduzida, transformando um apartamento pequeno em um menor ainda.

            Agora que vimos alguns dos principais erros ao tentar otimizar um espaço, vamos te mostrar como conseguir o sucesso em apenas 3 passos!

Passo 1

            O primeiro passo para ter um espaço otimizado é conhecer bem os seus pertences! Sabendo o que você tem, suas características e os utilitários que melhor harmonizam com o ambiente vai fazer com que você tome melhores decisões para a organização da sua casa.

            Se atente a características como dimensões, cores e texturas e saiba abrir mão daquilo que não é mais necessário. Liste tudo o que você tem, o que você não quer mais e só assim faça o seu plano de organização e compras.

Passo 2

            Com todos os seus utensílios listados, está na hora de comprar aquele sofá que está faltando! Hoje em dia, já pensando nessa otimização do espaço os fabricantes produzem móveis dinâmicos que funcionam para vários usos, não somente para aquele previsto.

            Além disso, é importante escolher móveis de tamanho adequado para o ambiente em questão. Se a sua sala de jantar é pequena, por exemplo, não vale a pena investir em uma mesa muito grande, e sim, uma que otimize o espaço bem como os seus usos.

Passo 3

Nesse momento você já sabe o que tem, o que quer usar e o que deve comprar, mas está faltando alguma coisa, certo? Afinal, dissemos que eram três passos. O último passo para garantir a otimização do seu espaço vai ser revelado por meio de algumas dicas simples para o sucesso nesse processo:

Utilizar todos os espaços

            A primeira dica de ouro é utilizar todos os espaços! Sabe aquele espaço embaixo da escada? As paredes vazias? Está na hora de usá-los com sabedoria. Você pode usar as paredes para suportar nichos, prateleiras e até mesmo a sua televisão, tirando a necessidade de um hack e outros móveis para guardar as suas coisas, que ocupariam mais espaço.

Planejar os layouts dos ambientes

            Não adianta ter todos os espaços bem utilizados se o seu layout dos ambientes não estiver bem resolvido. Para isso, algumas considerações devem ser levadas em conta para determinados ambientes. A sala de estar, por exemplo, deve ter um espaço entre os móveis e a parede para a sensação de um ambiente maior. 

Utilizar móveis para dividir os cômodos

            Você já deve ter percebido que quanto mais divisões tem o ambiente, menos confortável você se sente, já que a sensação transmitida é a de enclausuramento. Portanto, recomendamos o uso de móveis ou estruturas vazadas para fazer a divisão dos ambientes.

Preferir portas deslizantes

            Por último, mas não menos importante, sugerimos o uso de portas deslizantes. Quando fazemos a escolha dessas em detrimento das portas de abrir, garantimos um maior uso do espaço, já que a área destinada a abertura da porta será reduzida.

Como ampliar ambientes pequenos

            Agora que você já sabe os principais erros cometidos na hora de otimizar o espaço da sua casa e os 3 passos para otimizá-la, vamos te apresentar algumas formas de ampliar ambientes pequenos:

Linhas verticais

            Móveis que vão do chão ao teto – formando linhas verticais – dão a impressão de que o teto é mais alto. Dessa forma, a sensação de um ambiente mais amplo fica evidente e assegurada com um simples detalhe, buscar por móveis mais altos, ou planejá-los dessa maneira.

Use espelhos

            Esse truque já é antigo, mas o que muitas pessoas não sabem é onde coloca-los já que ter um espelho na sala de estar, por exemplo, pode ser desagradável, já que é um ambiente, geralmente de alta permanência.

            Dê preferência a ambientes onde a família não costuma ficar muito tempo, a sala de jantar é um bom exemplo para isso, assim como os corredores. Se você não quiser colocar na parede toda, não se preocupe! Uma composição com texturas ou móveis é uma opção.

Integre os ambientes

Já vimos que ter muitas barreiras em um ambiente pode trazer a sensação de enclausuramento. Dessa forma, é importante salientar a preferência a ambientes integrados. Quanto menos barreiras visuais, maior a sensação do espaço!

Escolha os revestimentos certos

Usar cores claras ajuda a manter o ambiente iluminado, e por consequência maior, mas isso não quer dizer que você está proibido de utilizar cores mais fortes. A depender da composição de cores que você fizer, diferentes sensações podem ser transmitidas ao usuário.

Além disso, é interessante fazer uma composição com diferentes texturas, chamando atenção para uma parede maior, por exemplo, a sensação que vai ser percebida é aquela que a parede transmite, ou seja, que o ambiente é maior!

Valorize a iluminação natural

            A iluminação deve ser bem valorizada em ambientes pequenos! Em um lugar escuro a sensação dele ser menor é maior ainda! Além disso, dispor de uma boa iluminação natural, te fará gastar menos com a energia, sendo assim, aposte na iluminação de todas as formas possíveis.

            Agora você está devidamente habilitado a seguir os caminhos corretos para otimizar os espaços da sua casa sem cometer os erros mais comuns! Com os 3 passos e algumas dicas de como ampliar ambientes pequenos ficou difícil não levar essa realidade para a sua casa.